top of page

Guia de Como Vender Quadros e Placas Decorativas

Nos dias atuais, para conquistar sucesso em um negócios de produtos personalizados, você precisa de flexibilidade, construir um bom planejamento e ter organização. Muitas pessoas começam um novo negócio pensando que basta comprar a matéria prima, divulgar seus produtos em redes sociais ou bater perna para vendê-los, apenas para descobrir que ganhar dinheiro em um negócio, independente do nicho, é muito mais difícil do que pensavam. Você pode evitar essas frustrações em seus empreendimentos, dedicando mais do seu tempo em planejar todas as etapas necessárias para alcançar o sucesso. Seja qual for o tipo de negócio que você deseja iniciar, você precisa estar preparado! Neste artigo queremos falar especialmente sobre Marketing e Venda de Quadros Decorativos, se você chegou aqui sem saber como Fazer Quadros Decorativos, leia nosso guia completo que ensina sobre confecção sobre diferentes tipos de quadros CLICANDO AQUI, não só isso, como também explicamos porquê vender quadros decorativos vale muito a pena! E só depois de conhecer a fundo o produto, você estará pronto para aprender como vendê-lo da melhor maneira.


 

Vender produtos personalizados, especialmente quadros, é um bom negócio?

A resposta curta é: sim, pode ser! Há muitas vantagens em vender produtos personalizados: - Mais engajamento e tráfego — a venda de quadros cria um buzz em torno de sua empresa e direciona tráfego para seu site, as pessoas se envolvem muito mais com produtos personalizados. - Um senso de comunidade e pertencimento – os clientes que encomendam e gostam dos seus produtos se sentirão mais conectados com você e sua marca. - Melhor exposição nas mídias sociais – lançar quadros com suas próprias artes aumentará o reconhecimento da sua marca. Você terá a possibilidade de construir algo único! - O presente perfeito – quadros decorativos vendem bem em qualquer época do ano, pois são presentes perfeitos para qualquer data.


Como fazer quadros decorativos, e placas decorativas
Fonte: Shutterstock

Mentalidade Para Construir Um Negócio de Sucesso

Antes de entender e pôr em prática seus planos para vender quadros, você precisa moldar sua mentalidade e entender os fatores fundamentais para construir um negócio de sucesso. Organize-se Para ter sucesso em qualquer negócio, você precisa ser organizado. Ser organizado lhe ajudará a cumprir tarefas e ficar por dentro das coisas a serem feitas. Uma boa maneira de ser organizado é escrever em uma agenda as tarefas de cada dia. Ao completar cada item, marque-o na sua lista. Isso garantirá que você não se esqueça de nada e conclua todas as tarefas essenciais para a sobrevivência e desenvolvimento do seu negócio. Registros Detalhados Ao analisar os dados e registrar tudo sobre seu negócio, você saberá como a empresa está financeiramente e quais desafios potenciais você pode enfrentar. Só de saber isso, você terá tempo para criar estratégias para superar esses desafios. Analise sua concorrência Você não pode ter medo de estudar e aprender com seus concorrentes. Afinal, eles podem estar fazendo algo certo que você pode implementar em seu negócio para ganhar mais dinheiro. Entenda que concorrência é algo essencial em qualquer indústria, é isso que alimenta a busca por inovações e desenvolvimento. A forma como você analisa a concorrência varia entre os setores. No segmento de quadros não é difícil, pois milhares de empresas estão estabelecidas na internet. Riscos e Recompensa Assumir riscos calculados para ajudar sua empresa a crescer é algo essencial. Uma boa pergunta a fazer é “Qual é a desvantagem?” Se você puder responder a essa pergunta, então você sabe quais riscos valem a pena correr. Esse conhecimento permitirá que você assuma os tipos de riscos calculados que podem gerar enormes recompensas. Seja Criativo Esteja sempre à procura de formas de melhorar o seu negócio e destacá-lo da concorrência. Reconheça que você não sabe tudo e esteja aberto a novas ideias e abordagens diferentes para o seu negócio. O mercado de produtos personalizados é um dos melhores para aflorar criatividade e botar em prática ideias inovadores ou vender produtos únicos. Mantenha o Foco O velho ditado “Roma não foi construída em um dia” se aplica aqui. Só porque você abre um negócio da noite pro dia não significa que você vai começar a ganhar dinheiro imediatamente. Pode levar tempo para que as pessoas conheçam seu negócio, então mantenha o foco em alcançar seus objetivos de curto prazo. Muitos proprietários de pequenas empresas não obtêm lucro por alguns anos enquanto usam suas receitas para recuperar os custos de investimento. Isso se chama estar " no vermelho ". Dito isto, se o negócio não estiver gerando lucro após um período substancial de tempo, vale a pena verificar se há problemas com o produto ou serviço, se o mercado está desaquecido e outros possíveis problemas que podem retardar ou interromper o desempenho do seu negócio. Sacrifícios A preparação para iniciar um negócio é um trabalho árduo , mas depois que você abre suas portas, seu trabalho está apenas começando. A verdade incontestável de um empreendedor é a necessidade de dedicar mais tempo do que faria se estivesse trabalhando para outra pessoa, o que pode significar gastar menos tempo com a família e os amigos para ter sucesso. O ditado de que não há fins de semana nem férias para os empresários pode soar verdadeiro para aqueles que estão comprometidos em fazer seus negócios funcionarem. Não há nada de errado com o emprego em tempo integral, e alguns empresários subestimam o verdadeiro custo dos sacrifícios necessários para iniciar e manter um negócio lucrativo. Forneça um Ótimo Serviço Existem muitas empresas de sucesso que esquecem que fornecer um ótimo atendimento ao cliente é importante. Se você fornecer um serviço melhor para seus clientes, eles estarão mais inclinados a vir até você na próxima vez que precisarem de algo, em vez de procurar seus concorrentes. No ambiente de negócios hipercompetitivo de hoje, muitas vezes o fator diferenciador entre empresas bem sucedidas e mal sucedidas é o nível de serviço que a empresa oferece. Pós-venda Seu trabalho não termina após a finalização da compra, pelo contrário, é nessa hora que você precisa continuar prestando o melhor atendimento ao seu cliente. Não apenas em caso de problemas, mas também para construir relações através de contatos, feedbacks, conquistar sua satisfação com um bom atendimento e consequentemente manter a fidelização para as próximas compras. Seja Consistente A consistência é um componente chave para ganhar dinheiro nos negócios. Você tem que continuar fazendo o que é necessário para ser bem sucedido dia após dia. Isso criará hábitos positivos de longo prazo que o ajudará a alcançar o sucesso!


Como fazer quadros decorativos, e placas decorativas
Fonte: Shutterstock

Onde e Como Vender Quadros


Agora que você já sabe os conceitos para construir um negócio de sucesso, segue as dicas do que você pode fazer para conquistar suas primeiras vendas!

 
1. Tire boas fotos ou use mockups

Se você não tem uma loja física, as fotos serão seus principais artifícios para divulgar e vender os quadros. Nesse sentido, é importante trabalhar com imagens de alta qualidade, que mostrem o produto em diversos ângulos e que deem uma ideia de como ele ficaria em um ambiente — como sala, escritório, quarto, etc. Usar imagens com alta qualidade e que mostrem os itens como parte de uma decoração tende a chamar mais atenção dos consumidores. Afinal, quando eles buscam por quadros, certamente estão abertos a conhecer ideias para decorar suas casas ou escritórios. Outra possibilidade legal é usar Mockups para divulgar seu trabalho, eles nada mais são que simulações prontas de quadros em diferentes ambientes, ou seja, você não necessariamente precisa fazer centenas de quadrinhos para fotografar e postar nas suas redes, mas sim pode abusar de diferentes mockups para dar aos clientes uma ideia que como seria ter um quadro com aquela arte.


2. Faça uma boa descrição do produto

A descrição do produto é um ponto tão importante quanto as fotos. Isso porque é por meio dessas informações que o cliente poderá saber o tamanho da peça que ele está comprando, o material usado na confecção e quais cuidados ele deve ter com o item. Quanto mais rica for a descrição dos produtos, menores serão as chances de o consumidor ter dúvidas e acabar comprando de um concorrente. Portanto, na hora de preencher a descrição dos quadros, não esqueça de informações como: • Tamanhos disponíveis; • Medidas exatas; • Tipo de arte (pintura, impressão, colagem, etc.); • Tipo de tinta usada; • Tipo de papel usado para a impressão; • Material usado para o acabamento; • Se o item possui acabamento em vidro ou não; • E quaisquer outras informações relevantes sobre o produto.

3. Construa um portfólio

É muito importante também que você tenha uma espécie de vitrine online com exemplos ilustrativos e descrições detalhadas dos produtos disponíveis, já que toda a interatividade entre sua loja e seus clientes será provavelmente realizada no ambiente digital. Lembre-se de que é crucial que seus clientes tenham acesso fácil ao seu portfólio online das opções que você oferece, para isso, considere a compra do pack Arte Quadros, pois nele oferecemos um catálogo digital pronto para ser enviado aos clientes, VEJA AQUI. Isso sem dúvida deixará seu negócio muito mais prático, tirando a necessidade de passar horas trabalhando na criação de um portfólio digital, pois no Arte Quadros nós oferecemos toda uma estrutura de artes prontas para você oferecer aos seus clientes, além de mockups prontos para você publicar em marketplaces e redes sociais, sem qualquer risco envolvendo direitos autorais. Você pode conhecer mais sobre o projeto Clicando Aqui!

4. Use as redes sociais para divulgação

As redes sociais são grandes aliadas de quem busca vender pela internet. Isso porque, além de concentrar um número expressivo de usuários, por meio delas, é possível expor seus produtos e divulgar sua marca. Considerando que quadros são peças que precisam ser vistas antes de compradas, apostar em redes sociais visuais como o Instagram, Tik Tok e o Pinterest é uma ótima estratégia para divulgar seus produtos e conquistar clientes. Usar esses canais a favor do seu negócio deve ser uma prioridade em seu plano de vendas. Com as estratégias certas, é possível ter as redes sociais como canal de vendas e direcionar clientes para a sua loja virtual — caso você já tenha uma.

5. Procure canais de venda estratégicos

Vender pela internet irá te mostrar uma variedade de caminhos para alcançar clientes e ganhar dinheiro online. Pensando nisso, ter em mente os canais de venda que fazem sentido com o seu modelo de negócio é um ponto importante para conquistar o sucesso no e-commerce. Para escolher os canais certos, busque entender o comportamento do seu público. Informações como: onde eles costumam comprar, quais tipos de produtos chamam sua atenção e quais redes sociais eles mais usam são insumos importantes para a sua estratégia de vendas. Canais como marketplaces (Mercado Livre, Amazon, Shopee, Elo7, etc.) são boas escolhas para quem está começando no e-commerce. Pois, além de receberem um grande tráfego de visitas, eles oferecem espaço para que você exponha seus produtos e impacte os visitantes sem a necessidade de investir em anúncios. Porém, é importante ter em mente que esses são canais compartilhados com milhares de lojistas, então a competição pode ser alta. Agora, se você quer ter a sua marca de quadros decorativos em destaque, com a sua identidade visual e sua própria página de vendas, criar uma loja virtual é, sem dúvidas, a melhor opção. Isso porque, ao montar sua loja online, você terá um espaço totalmente dedicado à exposição e venda dos seus produtos, levando sempre o nome da sua marca e ajudando a gravá-la na memória dos clientes.

6. Vendas físicas

Antes de pensar a possibilidade de vender fisicamente seus quadros, é importante estabelecer presença em redes sociais, pois essa é a melhor forma de criar popularidade e geração de valor sobre sua marca, de modo que as pessoas a conheçam e queiram comprar de você, por isso, tente trabalhar os aspectos digitais do seu negócio em primeiro plano.


Estando pronto para vender quadros na sua região, uma boa aposta são os comércios, se você faz quadros temáticos, pode tentar criar algo voltado para comércios como bares, restaurantes, lanchonetes, salões de beleza, lojas geeks, lojas de produtos diversos, e outros.


Também há uma possibilidade de firmar parcerias com lojas já bem estabelecidas na sua cidade, que vendem produtos geeks ou artigos diversos, podendo por exemplo dividir comissão sobre venda dos seus quadros feitas na loja.


Outra forma de fazer vendas físicas é participando de feiras e eventos, além de buscar conseguir autorização da prefeitura para vender em calçadões.


No mais, divulgue seu produto no marketplace do Facebook ou grupos de classificados, além de portais como o Olx que podem trazer clientes interessados no seu trabalho. Ter uma Loja Física também é uma possibilidade, mas que exigirá muito mais tempo e capital.

Como fazer quadros decorativos, e placas decorativas
Fonte: Shutterstock

Exclusividade é o Segredo da Personalização

Sabemos que com tantas ofertas de produtos e serviços disponíveis no mercado, vamos encontrar itens dos mais variados possíveis. E cada um deles com o seu devido valor. Mesmo com produtos inovadores surgindo a cada instante, não demora muito para a novidade ser copiada ou passada para trás, deixando o mercado saturado. Mas se nos colocarmos no lugar do cliente enquanto empreendedores, quem não gostaria de ter um produto ainda mais exclusivo, singular, que fosse a sua cara, que conte uma história, registre um momento único, ou que esteja de acordo com seu modo de se posicionar no mundo atual? É aí que entra a personalização de produtos, e consequentemente os Quadros Decorativos. Essa tendência pode ser uma estratégia para atrair novos consumidores e até fidelizar os já existentes. Além disso, você reforça sua presença online e o engajamento do cliente, porque você vende algo único, gerando identificação imediata e, consequentemente, fidelização, graças a essa nova interatividade. Personalizar faz com que você e sua loja saiam do lugar comum. Ao dar ao consumidor a opção de personalizar um produto e oferecer a ele o poder de escolha e recursos para tal em sua experiência de compra é, sem dúvida, um diferencial não só no seu atendimento, mas na relação que você constrói com entre empresa e cliente, gerando engajamento e fidelização.


 

Dicas Para Vender Mais

1. Atenda Às Necessidades Dos Seus Clientes

Qualquer tipo de negócio que se proponha a lidar com o público tem que estar disposto a atender às suas necessidades. Por isso, além de contar com o portfólio de produtos personalizados é indicado estar preparado para fazer alterações, que estejam de acordo com as preferências dos clientes. É importante que você sempre avise o cliente que é possível fazer modificações, que ele pode sugeri-las e você irá averiguar da possibilidade, mas que, a princípio, com certeza chegará em algo que o cliente realmente goste. Lembre-se de pedir a aprovação do cliente antes de começar a produzir os produtos personalizados, caso contrário poderá ter prejuízos. Nesta etapa, é importante prestar um bom atendimento, pois isso conta muito, sendo necessário deixá-los à vontade para que solicitem produtos exclusivos e sintam que os seus preços serão atendidos. Antes de criar o lote de itens personalizados é recomendado fazer um exemplar e apresentar ao cliente para obter a sua aprovação ou fazer eventuais ajustes.

2. Ofereça Diversidade De Produtos Personalizados

Se você quer obter sucesso neste ramo do comércio, não pode deixar de investir na diversidade de produtos personalizados. Afinal de contas, os seu clientes precisam ter opções quando procurarem pelos seus serviços, do contrário eles podem encontrar outra empresa e você deixar de lucrar. No caso dos produtos personalizados, a variedade deve estar presente em diferentes aspectos, tanto no que diz respeito aos tipos de mercadorias ofertadas quanto aos métodos de personalização. Por exemplo, no ramo de Quadros, é importante trabalhar com diversidade de artes, até oferecer opções variadas de cores e tamanhos de molduras, ou vender paralelamente placas em mdf.

3. Venda Produtos de Qualidade

Antes de buscar uma resposta, pense se você compraria e usaria os produtos que estão à venda em sua loja. Se você concluir que não, aí está o que você queria saber. Se a qualidade dos produtos não é boa o suficiente para despertar o seu próprio interesse, provavelmente não chamará atenção das pessoas que visitam a sua loja e, consequentemente, não serão vendidos. Pior ainda é quando um cliente compra de você um produto de má qualidade e depois faz reclamações publicamente, seja boca a boca, seja na internet. Nada tem mais poder de derrubar suas vendas do que a recomendação negativa de um cliente insatisfeito. O inverso também é verdadeiro, ou seja, se você vende produtos de qualidade que garantem a satisfação do seu cliente isso só afeta de modo positivo a reputação da sua empresa. Chovem indicações e boas recomendações sobre a sua loja e seus produtos e, é claro, isso levanta não somente a imagem da sua empresa como também as suas vendas. Além disso, trabalhar essa reputação na internet disponibilizando canais, como as redes sociais, para que seus clientes elogiem a qualidade de seus produtos publicamente é uma ótima forma de manter a reputação da sua loja lá nas alturas. Para entender melhor os critérios de qualidade de um quadro, recomendamos que você leia nosso guia completo sobre Como Fazer Quadros Decorativos.

4. Fique por Dentro das Novidades

Não se engane! Embora alguns memes ou símbolos da cultura pop já tenham virado cânones e sejam sempre atrativos na hora de personalizar um produto, o mundo muda muito rápido, e a todo momento surgem novidades que refletem nos gostos e nos modos de ser dos consumidores. A mesma coisa com produtos personalizados. Por isso, esteja sempre preparado para oferecer aos clientes o que há de mais novo no mercado. Isso com certeza vai chamar a atenção dos consumidores na hora de escolher a sua loja para fazer compras. Mas também não deixe de pensar fora da caixa e ofereça opções ousadas que não se vê por aí. Um exemplo claro disso são quadros estilo Spotify, Mapa Estelar, ou Netflix, são artes que tiveram um “boom” de vendas muito grandes em determinadas épocas, ainda que vendam muito atualmente, foram tendências criadas por empreendedores muito criativos que lucraram muito com essas ideias quando elas ainda eram pouco difundidas. Você inclusive pode encontrar e vender artes neste estilo ao adquirir o pack Arte Quadros.


Como fazer quadros decorativos, e placas decorativas 01
Fonte: Shutterstock

Estratégias de Marketing

Você pode oferecer os melhores produtos ou serviços do mundo, mas isso, por si só, não ajudará se seus clientes em potencial não conseguirem encontrá-lo. Por isso, você precisa de uma ótima estratégia de marketing, mesmo sendo uma pequena empresa.

Branding - Estabeleça Uma Identidade Clara

Para comunicar o que sua empresa é, faz e representa, você precisa ter uma identidade clara. Uma vez que você sabe o que sua empresa representa, você precisa de: - um nome adequado; - um logotipo; - cores e imagens que transmitam isso para seus clientes. Existem várias opções diferentes de como fazer isso, incluindo a contratação de um freelancer ou a colaboração com uma agência estabelecida. Ou você mesmo colocando em prática sua criatividade. O objetivo é construir a consciência da marca e visibilidade. Você também deve ir além de apenas “carimbar com borracha” seu logotipo em qualquer lugar - sua marca deve ser memorável mesmo que o logotipo seja removido. A linguagem utilizada em redes sociais ou anúncios offline, o conteúdo produzido, as campanhas desenvolvidas, devem refletir os valores da sua empresa.

Conheça o Seu Negócio e Conheça Seus Clientes

Um das dicas de marketing para pequenas empresas é ter um segmento de clientes bem definido para atuar de maneira eficiente e assertiva. Um equívoco comum é que existe algum tipo de estratégia de marketing para pequenas empresas, de tamanho único, que você pode seguir e esperar grandes resultados, seja qual for o seu negócio. Isso simplesmente não é verdade, já que todas as empresas são diferentes e todas têm requisitos diferentes. Antes de escolher quais elementos integrar em sua estratégia geral de marketing, você precisa pensar cuidadosamente sobre seus clientes-alvo. • Qual é o seu perfil demográfico? • Quantos anos eles tem? • Onde é que eles vivem? • Quais serviços eles usam? • Como eles procuram pelo seu produto? Ter clareza sobre detalhes de sua persona permitirá que você desenvolva uma estratégia geral direcionada e mais eficaz que enfoque os canais com maior probabilidade de gerar resultados para você.

Use o Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio é uma ferramenta particularmente útil para empresas locais com uma base de clientes local. Quando as pessoas na área local pesquisam no Google o produto ou serviço que você fornece, essa é uma ótima maneira de exibir sua empresa no topo dessa pesquisa. Quando os clientes em potencial veem seu perfil e acompanham boas avaliações no topo da lista ou perto dela, sua empresa ganha credibilidade automaticamente e as pessoas estarão mais dispostas a confiar em você.

Firme Boas Parcerias

Todo negócio vai mais longe se unir forças com parceiros estratégicos. E não vai ser diferente no seu caso. Uma estratégia de marketing para pequenas empresas efetiva é unir esforços com outros empreendedores, multiplicando o universo de alcance das campanhas. Outra dica é propor parcerias a influenciadores digitais e clientes satisfeitos, que podem se tornar multiplicadores do seu negócio.

Use os anúncios do Facebook

Os anúncios do Facebook são uma das melhores maneiras de segmentar um grupo específico. Sua publicidade pode se concentrar em fatores como: • idade; • sexo; • localização; • interesses; • hábitos e assim por diante. O sistema é fácil de usar e é relativamente barato, o que torna a plataforma, uma ótima estratégia de marketing para pequenas empresas, de maneira a alcançar o número máximo de clientes potenciais em um curto período de tempo. Você pode aprender sobre Facebook Ads com artigos gratuitos na web ou vídeos no youtube.

Use Packs de Artes Sem Direitos

O Pack Arte Quadros, desenvolvido pela equipe deste site, pode ser uma grande ajuda para você alavancar seu negócio, ou mesmo começar da melhor maneira. Você terá à disposição diversas artes personalizáveis para apresentar aos seus clientes, além de catálogos prontos e mockups para postar em redes sociais. O pack será um grande aliado para você economizar tempo na criação de artes e mockups, fora o fato de ser livre de direitos autorais, o que dará autonomia para você vender quadros em qualquer local sem preocupações. As artes disponíveis atendem os mais variados públicos e interesses. Atraem facilmente a atenção do devido a elegância e profissionalismo, por isso são perfeitas para qualquer empreendedor deste ramo, e podem fazer toda a diferença no marketing do seu negócio! Para entender a magnitude do projeto e tudo que você receberá, não deixe de visitar nosso site CLICANDO AQUI!


Como fazer quadros decorativos, e placas decorativas
Fonte: Shutterstock

Trabalhe o Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma das estratégias mais conhecidas do marketing digital. Basicamente, consiste em criar conteúdos que sejam relacionados com o seu negócio, para atrair seus clientes a consumir aquele material de forma espontânea e natural. No passado, as propagandas costumavam falar exclusivamente sobre o produto que estava sendo anunciado, o que na era da internet se tornou tedioso e pouco atrativo. Os usuários do ambiente digital não querem perder tempo com propagandas, e sim consumir conteúdos úteis e interessantes. Por isso, o marketing de conteúdo, também conhecido como inbound marketing, vem para atender a essa tendência, transformando as informações da sua empresa em textos de blog, vídeos, infográficos, podcasts, e até mesmo memes para que o seu cliente se sinta atraído a conhecer mais sobre a sua empresa. A ideia é que, após consumir o seu conteúdo e ficar interessado, o potencial cliente decida se tornar um lead. Em outras palavras, isso significa: entregar os dados dele para a sua base de contatos, ou mesmo conquistá-lo como um seguidor, em troca de mais conteúdo, como materiais mais aprofundados sobre seu produto. O marketing de conteúdo está totalmente ligado as redes sociais, então de forma objetiva, aqui vão 5 dicas importantes para você acertar no uso delas:

1) Organização

Defina qual a linha editorial dos conteúdos você deseja publicar no mês. Assim, você terá um panorama do que será feito e com qual o volume de trabalho aproximado precisará lidar. Em seguida, defina quando o conteúdo será produzido e quando será publicado. Esse calendário é importante para manter a constância nas publicações. Já com o conteúdo produzido, utilize ferramentas de agendamento das publicações para facilitar seu dia a dia.

2) Definindo linguagens

Instagram, Tik Tok, Twitter, Facebook… existem muitas redes sociais e cada uma guarda suas particularidades. Portanto, a forma de comunicar seu conteúdo em cada uma delas também deve ser específica. A seguir, defina uma identidade forte. Escolha a linguagem escrita (mais formal ou menos informal), o padrão de imagens e seus filtros favoritos, os temas musicais para acompanhar vídeos e use-os muito. Tudo comunica! Ter uma linguagem recorrente vai imprimir sua marca na cabeça da sua audiência. Aqui vale a máxima “Menos é Mais”. Escolha a rede social frequentada maciçamente pelo seu público-alvo e foque em fazer o melhor conteúdo nela. Se estiver com tempo, escolha a segunda melhor e repita os passos, e assim por diante. O importante é manter a frequência com bom conteúdo. Afinal, o que não é visto não é lembrado, mas ser bem-visto é primordial.

3) O que publicar?

Pensando em quem está produzindo com pouco ou nenhum suporte, foque nas suas próprias habilidades e nas escolhas e nas preferências do seu público. Produzir conteúdo de valor é importante! Para ajudar com isso, nós temos uma página especial que vai ajudar você a ter diversas ideias do que produzir e publicar em suas redes. Clique Aqui Para Acessar

4) Mostre autoridade no seu assunto

Seja qual for o setor, quem vende algo mostrar que sabe do que está falando. Responda as perguntas da audiência, faça postagens em que transfira conhecimento de qualidade sobre seu assunto e mostre como seu produto ou serviço está carregado dessa experiência. Um exemplo: uma pessoa que vende quadros pode fazer uma postagem mostrando como fazer combinações de quadros de acordo com o ambiente. Ou explicar como o processo de produção interfere na qualidade e durabilidade do quadros – características que, “coincidentemente”, sua marca tem de sobra.

5) Interação

Uma das características estruturais das redes sociais é a interação. Você precisará reservar um tempo para responder comentários, mensagens privadas e acessar perfis que seu público frequenta para interagir lá também. Procure ser original e de fato escrever suas respostas. Isso faz parte do fortalecimento do seu perfil, que começará a dar indicativos da sua relevância para os algoritmos. O universo do marketing digital para pequenas empresas é bem amplo, mas a partir dessas dicas você pode conquistar bons resultados e evoluir cada vez mais na divulgação dos seus produtos e serviços.


Como fazer quadros decorativos, e placas decorativas
Fonte: Freepik

Sucesso Envolve Mais do Que Produto e Marketing!

Se você chegou até aqui, vai perceber que o marketing para empresas de produtos personalizados não se difere do marketing das grandes corporações, a necessidade de planejamento e produção é a mesma. Mas fazer o produto e aprender como vendê-lo nem sempre é o suficiente, você também precisa ter conhecimento e preparo emocional para lidar com uma vida empreendedora. Uma coisa é fato: não dá para ter sucesso sem um bom preparo. Nesse sentido, se você quer ter um negócio próprio de sucesso, é imprescindível estudar sobre o mercado e absorver todo o conhecimento que você puder, não só estudar questões que envolvem o nicho de quadros, mas sim todos os aspectos de marketing e vendas abordados neste artigo. Não tenha medo de errar! Se você está fazendo isso pela primeira vez, talvez esteja assustado com a quantidade de informação, e com medo de cometer erros. Todo empreendedor toma decisões equivocadas e erra bastante, entenda que isso faz parte do aprendizado, e o importante é você estar preparado para transformar as dificuldades em algo positivo. Você precisa acreditar em si mesmo! Autoestima é algo essencial para todo empreendedor, e infelizmente muitos são tomados pela falta de confiança em relação a capacidade de cumprir metas, e acabam jogando a toalha antes mesmo de começar. Não se preocupe em começar pequeno. A maioria dos grandes empresários do mundo começaram pequeno, então, não se incomode se vai começar vendendo Placas em MDF e terceirizando a maioria dos seus processos produtivos, pois “Quanto menor o investimento, menor o risco associado a um eventual fracasso”, e conforme você for crescendo, use parte do lucro para reinvestir no seu negócio. “Será que estou pronto para me tornar um empresário?” “Será que o momento é bom para empreender?” Não caia nessas ilusões de que existe tempo certo para empreender! Você precisa ser otimista e enxergar com os pontos positivos de ter seu negócio, ter atitude empreendedora é imprescindível, e a sensação de vitória será fantástica! Com essas dicas tenho certeza que você tem tudo para começar o seu negócio da melhor maneira possível! Mas não acabamos aqui, ainda vamos abordar diversos assuntos sobre empreender no nicho de quadros decorativos, então não deixe assinar nossa newsletter e ficar por dentro de novos conteúdos em nosso blog. Um grande abraço, e que seu negócio prospere muito!

Posts recentes

Ver tudo

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page